Avanços históricos na saúde com índice de malária zero no Xingu

Na área de saúde pública, a Norte Energia investe, desde 2011, no Plano de Ação para Controle da Malária (PACM). O programa faz parte do Projeto Básico Ambiental da UHE Belo Monte e já investiu mais de R$ 36 milhões nestas ações. Cerca de R$ 18 milhões ainda estão previstos para serem investidos até 2021. 

Com estes investimentos, o número de casos de malária nos cinco municípios do entorno imediato da UHE Belo Monte reduziu expressivamente, sendo que nos meses de novembro e dezembro de 2017 não foi relatado nenhum caso da doença. No início do projeto da UHE Belo Monte, os municípios atendidos pelo PACM registraram 5.075 casos da doença.