Norte Energia distribui 5,5 mil mosquiteiros para reforçar combate à malária no Xingu

Data de Publicação: 25/04/2019 16:40

Com o objetivo de fortalecer o combate à malária na região do Xingu, a Norte Energia entregou 5.500 Mosquiteiros com Inseticida de Longa Duração (MILD) para o 10º Centro Regional de Saúde, vinculado à Secretaria de Saúde do Estado do Pará (Sespa). A distribuição destas redes de proteção integra as ações do Programa de Ação para Controle da Malária (PACM), coordenado pela Sespa, desenvolvido pela Norte Energia em parceria com o governo do Estado do Pará e municípios da região.

O programa já garantiu a redução histórica da doença em até 99% na região que compreende as cinco cidades na área de influência da Usina: Altamira, Anapu, Brasil Novo, Senador José Porfírio e Vitória do Xingu.

Dos mais de cinco mil mosquiteiros, mil já foram distribuídos para moradores do município de Pacajá, 250 em Senador José Porfírio e 600 para o Distrito Sanitário Especial Indígena (DSEI), sediado em Altamira.

No início de abril, a secretária de Saúde de Senador José Porfirio, Edla Cristina Costa, coordenou a entrega de 40 mosquiteiros na comunidade da Ressaca e outros 30 na Ilha da Fazenda, na Volta Grande do Xingu. “Os mosquiteiros são fundamentais na prevenção da doença. Eles evitam que a população fique exposta ao mosquito, pois já vêm com o repelente. As comunidades ficaram muito felizes ao receber os itens em toda a zona rural, priorizada por apresentaram os principais focos do mosquito”, contou a gestora sobre impactos positivos do PACM para a população tradicional ribeirinha do Xingu.

A gestão municipal se organiza agora para entregar as 150 unidades restantes em ação a ser realizada nas vilas Itatá, Mocotó e Acesso 6, também na Volta Grande.

Atuação

O PACM faz parte do Projeto Básico Ambiental (PBA) da UHE Belo Monte, administrada pela Norte Energia. Até o momento, já foram investidos R$ 36 milhões nestas ações, e cerca de R$ 18 milhões estão previstos para serem investidos até 2021. As medidas adotadas compreendem desde a contratação de profissionais especializados e capacitação de agentes locais, até a doação de caminhonetes, motocicletas e voadeiras para possibilitar a locomoção das equipes das secretarias de saúde envolvidas.  

“A meta do programa é prover diagnóstico imediato e tratamento rápido. Por isso, para áreas de difícil acesso, em cada um dos municípios, foram criados núcleos de vigilância em saúde, com agentes de endemias à disposição para fazer o teste rápido e administrar o remédio ao paciente, bem como realizar a entrega dos mosquiteiros, uma ação preventiva que tem apresentado resultados excelentes”, explica a coordenadora de Saúde Pública da Norte Energia, Gecilda Aparecida de Lima.