Norte Energia plantou 296 mil mudas nativas na região do Xingu

Data de Publicação: 18/08/2021 16:00

A Norte Energia, empresa privada, concessionária da Usina Hidrelétrica Belo Monte, plantou 296 mil mudas, de 123 espécies nativas da Amazônia, em 528 hectares de Áreas de Preservação Permanente (APP) na região do complexo hidrelétrico.   O compromisso da empresa é recompor 400 hectares por ano, totalizando 6 mil hectares plantados até 2035.
 
“Para se ter uma ideia da importância desse trabalho, que acontece desde 2017, são mais de 5 quilômetros quadrados de área, o que equivale a 528 campos de futebol. Estamos falando de um impacto extremamente positivo para a restauração ecológica. ”, detalha o gerente de Monitoramento Socioambiental da Norte Energia, Bruno Bahiana.
 
Nos últimos dois anos, a Norte Energia plantou 92 mil árvores no Trecho de Vazão Reduzida e igarapés próximos aos diques da UHE Belo Monte. As mudas são cultivadas em viveiro localizado na região da usina. Segundo Bahiana, a atividade emprega mão de obra local, o que gera renda direta e indireta às comunidades do entorno do empreendimento. “Toda a aquisição de insumos tem sido realizada nos municípios do entorno da Usina, o que movimenta a economia local e reforça os compromissos do empreendedor”, complementa o gestor.
 
A Norte Energia também tem atuado na recomposição de ilhas do Reservatório do Xingu, assim como em áreas urbanas. “Em Altamira, por exemplo, foram plantados mais de 4 hectares com 16 espécies”, explica o coordenador de Flora da Norte Energia, Elmar de Araújo.
 
A empresa também monitora o crescimento das plantas e o efeito dos tratamentos de plantio nas APP’s que contempla indicadores quantitativos e qualitativos. “Esse monitoramento é semestral e envolve a identificação das espécies e avaliação da taxa de sobrevivência, regeneração natural, uso pela fauna e ocorrência de processos erosivos, entre outros indicadores técnicos que podem assegurar o sucesso da recomposição realizada”, acrescenta Elmar.
 
De acordo com a Lei Federal n. 12.651/2012, a APP é uma área protegida, coberta ou não por vegetação nativa, com a função ambiental de preservar os recursos hídricos, paisagem, estabilidade geológica e a biodiversidade. Sua implantação também facilita o fluxo gênico (movimento de genes entre populações distintas) de fauna e flora, além de proteger o solo.