Posicionamento da Norte Energia sobre Carta Aberta dos Indígenas Parakanãs

Data de Publicação: 23/10/2019 12:11

As etnias Asurini, Parakanã e Araweté se reuniram com representantes da Norte Energia no último dia 22 de outubro em Altamira (PA), para exigir mais uma vez a contratação da empresa Pacatu na execução dos serviços elencados no Plano Básico Ambiental do Componente Indígena (PBA-CI) e mencionados na referida carta aberta.

 

Este movimento, inclusive com a participação da Pacatu na reunião, empresa diretamente interessada, possibilitou à Norte Energia, empreendedora da Usina Hidrelétrica Belo Monte, novamente, esclarecer os critérios empresariais adotados na seleção das empresas a serem contratadas, tomando por referência a capacidade técnica, qualidade e preços, requisitos esses não atendidos pela empresa Pacatu.

 

Os representantes dessas etnias reagiram de forma violenta, inclusive ameaçando e retendo os representantes da Norte Energia, a ponto de ter sido necessário a empresa recorrer ao auxílio das Polícias Federal e Civil.

 

A Norte Energia tem se mantido aberta ao diálogo e tal assunto já foi abordado e explicado aos indígenas durante diversas reuniões realizadas pela Norte Energia, onde tiveram a oportunidade de esclarecer todas as dúvidas. Portanto, a empresa mantém sua posição quanto à contratação da empresa vencedora do processo de tomada de preço, já definida para execução dos programas previstos para os próximos 24 meses nestas comunidades.

 

Por fim, a Norte Energia ressalta que se mantém aberta ao diálogo, ciente de sua responsabilidade e do dever de cumprir seus compromissos firmados com as comunidades indígenas, mas não admite ser coagida a tomar qualquer decisão que não esteja alinhada com a política empresarial de contratação de seus prestadores de serviço.

 

 

Vitória do Xingu (PA), 23 de outubro de 2019.