Diálogo permanente com os povos indígenas - NorteEnergia

Diálogo permanente com os povos indígenas

As comunidades indígenas participam ativamente das discussões para definir as ações que serão executadas em seus territórios. Com esse diálogo direto e permanente, a Norte Energia vem assegurando o protagonismo dos indígenas. 

Ao longo do processo de licenciamento, espaços participativos foram criados para garantir o acompanhamento das diversas etapas de instalação do empreendimento, bem como das atividades decorrentes das alterações ambientais previstas. São eles:

  • 01 Comitê Gestor Indígena, com encontros regulares em Altamira.
  • 07 Conselhos vinculados às obras da UHE Belo Monte
  • 10 Subcomitês Indígenas nas aldeias e Altamira (Citadinos-Ribeirinhos; Volta Grande; Parakanã; Kararaô; Cachoeira Seca; Bacajá; Araweté; Apyterewa; Arara e Xipaya-Kuruaya).
  • 01 Comitê de Controle e Acompanhamento dos Monitoramentos da Volta Grande do Xingu

Os comitês proporcionam um espaço para orientação e acompanhamento indígena das ações dos projetos de monitoramento da qualidade da água e da ictiofauna, por exemplo. Nestes encontros também são apresentados os resultados monitorados em linguagem acessível a essas comunidades, de modo a permitir a melhor compreensão possível dos efeitos ambientais da implantação da usina. 

O processo de diálogo direto e permanente com os povos indígenas atendidos por Belo Monte é apoiado pelo maior sistema de radiofonia da região do Xingu. O sistema implantado pela Norte Energia conta com 50 estações de rádio que garantem comunicação com as aldeias e associações indígenas em Altamira.